78 – Madre Natura

06.06.15CM

Junho 2015

É sempre importante resgatar conhecimentos para que se evolua sobre as reflexões do passado. Uma boa fonte de informações é o “ensaio social” Madre Natura, publicado em 1874, que documenta as opiniões do autor sobre os perigos de seguir a moda. Lucas Limner condena o luxo e a submissão aos modismos da época, criticando as classes ricas pelo seu gosto ao modo de vestir inconsequente.

A principal preocupação de Limner é o descompasso entre as imposições da moda e o clima. Ele comenta que o vestido moderno está se tornando cada vez mais independente das estações do ano, afirmando que “a senhora inglesa sofre em seu espartilho e botas apertadas no calor tropical de Calcutá“.

A maior parte dos argumentos demonstram a sua desaprovação sobre como as roupas estão a deformar o corpo. Ele comenta que elas, ao invés de ajustarem-se à forma humana, exigem que o corpo se adapte para atender a estética vigente – uma legítima “imposição bruta sobre a humanidade” com grandes riscos para a saúde.

Há muito debate na história do vestir, onde também a moda é vista como uma força tanto libertadora como escravizante. No século XX até os dias atuais, a moda passou a ter muitos significados: da emancipação feminina a constantes expressões de criatividade.

Madre Natura - Cleon Gostinski - Fonte The Courtald

Informar Erro

Informar ErroClose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complete o Raciocínio *